Domingo, 03 de julho de 2022   -     11:57 |
5000onon

Setut pede aumento na tarifa de ônibus e afirma que custo hoje é de R$ 8,00

O Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina) solicitou a Prefeitura de Teresina um aumento da tarifa de ônibus, devido os constantes aumentos do óleo diesel. 

Pelo levantamento do Setut, a tarifa custaria de R$ 7,00 a R$ 8,00.

“Aplicando a planilha adotada pela Prefeitura Municipal de Teresina para apuração dos custos operacionais e da tarifa pública apurou-se um aumento nos custos, no período de março de 2020 (data do último reajuste) a março de 2022 de 53% estando hoje a tarifa técnica calculada em R$ 8,1092, se mantendo um desconto de 66% para os estudantes ou de R$ 7,9453 se aplicado o desconto de 50%, conforme previsão legal”, diz o documento que o Cidadveerde.com teve acesso.

Segundo o ofício dos empresários existe um “quadro de inadimplência crônica” da prefeitura de Teresina no repasse dos subsídios e a queda “vertiginosa da quantidade de  usuários e por isso a necessidade do reajuste na tarifa.

O Setut afirma ainda que em todo o País, as tarifas públicas tiveram aumento e cita cidades como Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza e São Luis.  

A passagem de ônibus em Teresina está congelada há dois anos. A inteira é R$ 4,00 e a meia R$ 1,35.

A Strans informou ao Cidadeverde.com que recebeu o ofício do Setut e encaminhou para equipe técnica fazer um estudo.

Após análise técnica, a planilha passar por aval do Conselho Municipal de Transporte, que tem representantes dos usuários dos transportes públicos, da Câmara Municipal, da Prefeitura e da Strans. Logo em seguida é encaminhado para aprovação do prefeito Dr. Pessoa (Republicano). 

Veja o que disse o Setut sobre o novo reajuste do diesel: 

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (09), um novo reajuste nos preços do diesel. Os valores entram em vigor a partir desta terça (10). O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) informa que tem sentido o impacto dos constantes aumentos do valor do combustível e que isso dificulta bastante a operação do setor. Em Teresina, com mais esse reajuste, o impacto financeiro no setor de transporte público já chegou em cerca de R$ 900 mil/mês.

A Petrobras informou que o preço médio de venda de diesel para as distribuidoras passará de R$ 4,51 para R$ 4,91 por litro. O SETUT reitera que referente ao preço de fevereiro, o reajuste  registra um aumento de 29%. De janeiro a abril deste anos houveram reajustes que impactaram no sistema, em R$ 650 mil reais/mês, um aumento bem considerável.

O óleo diesel, por exemplo, representa quase 27% do custo total, e quando aumenta, causa reflexo em toda a cadeia de insumos. Dessa forma, acrescentando os reajustes que sofrerão os óleos lubrificantes, pneus, peças e acessórios ( devido ao frete ), o impacto de custo na operação será de 38% para as empresas operadoras.

Segundo a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), quem depende do transporte público em cidades de todo o País poderá enfrentar uma falta generalizada de ônibus, com esse novo aumento do diesel. De acordo com a entidade, as operadoras serão obrigadas a racionar o combustível e oferecer apenas viagens no horário de pico, entre 5h e 8h da manhã e entre 17h da tarde e 19h da noite. No resto do tempo, uma grande quantidade de ônibus deverão ficar parados nas garagens ou terminais.

O SETUT reforça que tem buscado soluções e tentativas de manter o funcionamento efetivo do sistema, de forma a atender aos passageiros, mas com os constantes aumentos no valor do óleo diesel, a situação está ficando cada dia mais difícil de ser gerida, tanto pelas empresas como pelo poder público.

Dê sua opinião: