Segunda, 24 de janeiro de 2022   -     08:42 |

Procon autua lojas de Teresina por falsos descontos na Black Friday

Equipes do Procon autuaram nesta sexta-feira (26) duas lojas de eletrodomésticos que apresentavam falsas promoções de Black Friday em Teresina. Os estabelecimentos se utilizaram da prática conhecida como “maquiagem de preços”, quando os produtos são reajustados dias antes da promoção para sofrerem descontos na data, voltando ao preço original.
Ao todo, 12 estabelecimentos foram fiscalizados nesta sexta-feira em Teresina. As duas lojas autuadas ficam no centro e na zona leste, respectivamente, e não tiveram os nomes divulgados pelas equipes de fiscalização.
De acordo com o chefe de fiscalização do Procon, Arimateia Area Leão, uma das lojas autuadas reajustou o preço dos produtos em até 16% nos últimos dias. “Eles aumentavam o preço para poder dar esse desconto. Em alguns casos, o preço cobrado na Black Friday estava mais alto do que o que estava antes. Isso não é uma promoção, é lesar o consumidor”, destacou.
As lojas onde foram flagradas as irregularidades foram notificadas e terão que esclarecer os motivos que levaram à mudanças nos preços. Além disso, os estabelecimentos poderão ser multados.
O balanço da ação desta sexta-feira foi considerado positivo pelo chefe de fiscalização do Procon.  Ele avalia que o baixo índice de estabelecimentos autuados diz respeito à divulgação de uma tabela com preços de produtos ofertados antes do período da Black Friday, com objetivo de permitir que o consumidor compare os preços da data promocional com os que eram ofertados fora do período.

 “Foi um percentual baixo de autuação. Acredito que, como divulgamos a tabela de preços, muitas lojas ficaram com medo de fazer maquiagem. De 12 lojas fiscalizadas, só foram duas autuadas”, avaliou Arimateia Area Leão.
Orientações
Nos últimos dias, o Procon reforçou as orientações para os consumidores que pretendem comprar produtos nas promoções da Black Friday. Entre as recomendações, está a necessidade de fazer uma ampla pesquisa em vários estabelecimentos antes de decidir pela compra.
O Procon também ressalta que o consumidor tem o direito ao arrependimento após 7 dias do recebimento do produto ou serviço. A regra também vale para compras online.
Eventuais abusos identificados devem ser denunciados aos órgãos de defesa do consumidor.

* Com informações Cidade Verde  

Dê sua opinião: