Segunda, 26 de agosto de 2019   -     02:44 |
5000onon

Cajuína típica do Piauí será patenteada pelo Brasil em acordo entre Mercosul e União Europeia

O histórico acordo entre o Mercosul e a União Europeia, construído nos últimos 20 anos e anunciado neste final de semana, é tão minucioso que procura assegurar até a proteção dos direitos ligados a propriedade intelectual.

Ao todo, conforme apurou O Antagonista, o Brasil conseguiu patentear 38 produtos agrícolas que deverão ser respeitados nos rótulos e embalagens quando comercializados no exterior.

A cajuína (bebida típica do Piauí), o queijo canastra e a cachaça são alguns desses produtos brasileiros que serão patenteados pelo governo federal no acordo mundial.

Foto: Gilcilene Araújo/G1


Por outro lado, produtos como o queijo parmigiano-reggiano -popularmente conhecido como parmesão- entra na lista dos patenteados da União Europeia, e a comercialização nos países que integram os blocos deverão registrar este nome nas embalagens, diz o site.

Cajuína do Piauí

A cajuína é uma bebida feita a partir do suco do caju.O líquido é caracterizado pela sua cor, doçura, cristalinidade, leveza e densidade. Esses fatores dependem principalmente da qualidade do caju e das técnicas utilizadas para a produção da bebida, considerada não-alcoólica. A produção é feita através da clarificação a partir do suco separado do seu tanino, por meio da adição de um agente precipitador. Depois de clarificado, o suco é cozido em banho-maria em garrafas de vidro até o momento em que o açúcar seja totalmente caramelizado.

Dê sua opinião: