Domingo, 08 de dezembro de 2019   -     17:28 |
5000onon

W. Dias assina protocolo de intenções com Agência Francesa de Desenvolvimento

Nessa terça-feira (19), segundo dia da missão à Comunidade Europeia, a comitiva do Consórcio do Nordeste encontrou representantes da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). Na ocasião, o Piauí fechou acordo de investimentos em ações alinhadas com processos de mitigação dos efeitos das mudanças climáticas e que permitem a construção de consciência de preservação e respeito ao ser humano e a natureza.

A AFD colocou sua agência no Brasil à disposição dos estados do nordeste, trabalhando a partir de suas necessidades e limitações, de modo a encontrar saídas para apoiar os estados dentro das especificidades de cada um.

O governador Wellington Dias destacou, na sede da AFD, que o Piauí reforça as preocupações com as mudanças climáticas e destacou os princípios da agência francesa de valorização dos ativos florestais, recuperação das matas ciliares e das áreas degradadas são consonantes com as perspectivas do Piauí. “É fundamental a valorização da produção da agricultura familiar com investimentos na produção sustentável e na recuperação ambiental”, afirmou o gestor.

Para ele, este acordo com a AFD é uma oportunidade de construção de um novo modelo de desenvolvimento que considera a diversificação da produção e a recuperação ambiental como temas centrais das ações a serem implementadas.

A Seplan encontra-se em negociação com a AFD para que este projeto seja implantado o mais rápido possível. Neste encontro na França, o governador Wellington Dias assinou o protocolo de intenções para o acordo com o Estado do Piauí

A AFD é uma agência que atua dentro dos limites da sustentabilidade e busca apoiar os Estados com financiamentos inovadores, de modo que não os levem a um endividamento, mas à formatação de saídas para os problemas sociais e ambientais, contribuindo na elaboração de um roteiro de desenvolvimento que sirva de exemplo para outras regiões, como a África. 

* Com informações da Ccom/PI

Dê sua opinião: