Domingo, 16 de fevereiro de 2020   -     15:35 |
5000onon

Governador inaugura Espaço Cultural e obras de mobilidade em Jerumenha

O governador Wellington Dias inaugurou, na tarde desta terça-feira (28), a reforma da antiga cadeia de Jerumenha que foi transformada no Espaço Cultural Amélia de Freitas Beviláqua. O prédio construído em 1851 ainda tem preservado os traços deixados pelos prisioneiros que ocuparam as celas. “Este prédio é um patrimônio histórico, uma cadeia antiga agora recuperada para ser um espaço para promoção de atividades culturais”, disse o governador.


O secretário de Cultura, Fábio Novo, disse que o prédio da antiga cadeia estava em ruínas. “O espaço agora é libertador e fazemos uma justa homenagem à jornalista e escritora Amélia de Freitas Beviláqua, que nasceu em 1860, em Jerumenha, tem 18 obras escritas”, disse, informando ainda que ela foi casada com Clovis Beviláqua, imortal da Academia Brasileira de Letras. Amélia foi ocupante da cadeira 23 da Academia Piauiense de Letras e patrona da cadeira 48 da ala feminina da casa Juvenal Galeno, no Ceará. Amélia foi a primeira mulher do Brasil a pleitear uma vaga na Academia Brasileira de Letras. Na obra, foram investidos mais de R$ 186 mil na obra, que agora será a casa de grupos culturais, artesãos, estudantes, visitantes e dos filhos de Jerumenha.

Na cidade, Wellington Dias inaugurou ainda obras de mobilidade urbana, como cinco mil metros de calçamento e autorizou ainda novas ações, como a recuperação da rodovia em direção a Guadalupe.

O governador destacou o investimento na Universidade Aberta do Brasil e na construção do estádio de futebol e por meio da Secretaria de Estado do Agronegócio, anunciou a construção de um matadouro público. “São obras que proporcionam qualidade de vida e trazem desenvolvimento para cidade”, disse.

A prefeita Aldara Pinto afirmou que o momento é de alegria. “É uma satisfação receber o governador em nossa cidade, pois ele veio entregar obras que há muito tempo eram desejadas pela população”, disse, enfatizando que Jerumenha é a segunda cidade mais antiga do Piauí e que este espaço de cultura inaugurado nesta quarta-feira vai ajudar na preservação da história.

* Com informações da CCOM


Dê sua opinião: