Domingo, 08 de dezembro de 2019   -     04:25 |
5000onon

Dudu discute situação de conselhos tutelares durante audiência

O vereador Dudu (PT) esteve presente na audiência pública que discutiu a situação enfrentada pelos conselhos tutelares da capital devido à falta de estrutura para atender a demanda.  A reunião foi proposta pelo vereador Deolindo Moura (PT) e contou com a participação de representantes de membros do Conselho Tutelar, OAB-PI, Ministério Público do Piauí (MP-PI), Semcaspi, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

Dudu afirma que a cidade possui mais de 800 mil habitantes e a quantidade de conselhos é insuficiente para atender as necessidades da capital. “Se a gente for pensar na quantidade de pessoas que circulam na cidade e o número de conselhos é impossível fazer uma fiscalização eficiente. O fato é que os conselhos não são suficientes para atender a demanda. Por isso, me comprometo em destinar emendas parlamentares para a aquisição de equipamentos e melhorias de estrutura e infraestrutura. Necessitamos promover condições para que os conselheiros possam exercer suas funções. Apesar das dificuldades queria agradecer aos profissionais pelos importantes serviços prestados diariamente para proteger as crianças da nossa cidade”, ressaltou Dudu.    

Durante a audiência ficou definida a criação de uma comissão compostas pelos órgãos presentes e vereadores com o objetivo de saber informações do processo que tramita no Ministério Público do Estado (MP-PI) sobre a realização de melhorias nos conselhos da capital.

“A estruturação dos conselhos tutelares são peças fundamentais para a construção diária para a política da infância. Temos que sentar com todos os envolvidos para construir uma política da infância eficaz. O conselheiro tutelar é o propagador da defesa da política da infância e existem ajustes que precisam ser feitos para valorizar os conselhos, pois precisamos de verbas para manter os mesmos em funcionamento”, declarou o conselheiro Teleno Bartolomeu.

* Com informações do Douglas Bastos 

Dê sua opinião: