Segunda, 24 de fevereiro de 2020   -     21:03 |
5000onon

Bolsonaro dá recado: Aliança pelo Brasil “não tem dono”

Foto: Pleno News/ Paulo André

O presidente Jair Bolsonaro, que está se recuperando de uma cirurgia de vasectomia, enviou um recados aos participantes do mutirão de assinaturas do Aliança pelo Brasil, que aconteceu no Rio de Janeiro, neste sábado (1º). Em um áudio reproduzido no carro de som, Bolsonaro afirmou que o futuro partido “não tem dono”.

– Queria agradecer a confiança e empenho de vocês na formação de um novo partido. E apenas uma observação: Nós devemos olhar os erros do passado e não voltar a cometê-los. É preciso a união de todos. Não pode neste início começar com “ah eu quero ser presidente”. O momento é de formar o partido. […] Aquele que tiver ambição está fora – afirmou.

Bolsonaro também rechaçou as tentativas de alguns de tomarem a liderança do partido em algumas regiões. No entanto, ele não citou quais estados seriam.

Foto: Reprodução/ Correio 

– A nossa ambição é fazer um Brasil melhor. Nada de ambição pessoal e nem disputas. Está havendo isso já em alguns estados e eu me surpreendo de ver pessoas já se dizendo o dono do partido. Não é dessa forma. Nosso momento é de colher assinaturas e criar o partido. Lá na frente nós iremos escolher as lideranças estaduais – disse o presidente.

Ao fim do evento, o deputado federal e aliado de Bolsonaro, Hélio Lopes, conversou com o Pleno.News e avaliou de forma positiva o mutirão.

– Foi um sucesso total, um espetáculo. O povo brasileiro unido por um Brasil maior. Nós estamos defendendo o que acreditamos, somos um partido que está se formando e que defende a família, que é conservador e que defende as conquistas da humanidade. É bonito ver a população unida, de forma orgânica e de graça, lutando por um Brasil melhor.

Já sobre a possibilidade de tentar a Prefeitura do Rio neste ano, o deputado negou que será candidato.

– Hélio Lopes no momento não é candidato. Nesse momento eu tenho que estar ao lado de Bolsonaro e ser aquele escudeiro fiel, apoiando em tudo que é preciso, no somatório por um Brasil melhor. Aqui no Rio de Janeiro terá um bom prefeito que irá defender as pautas de Jair Bolsonaro. A cidade vai eleger de forma democrática e o Rio merece uma eleição que seja correta. Eu não sou candidato porque o projeto de Brasil do presidente Jair Bolsonaro vai além e é voltado para a reeleição para poder mudar essa narrativa da esquerda, de nós contra eles – afirmou.

Apesar disso, Lopes não descarta a possibilidade de no futuro comandar a capital carioca.

– Seria uma honra, um dia, lá no futuro, ser candidato a prefeito, mas no momento não cogito porque fui eleito para estar ao lado de Jair Bolsonaro, defendendo os projetos dele no Congresso – declarou.

* Com informações do Pleno News 

 

Dê sua opinião: