Sábado, 25 de janeiro de 2020   -     08:18 |
5000onon

Audiência discute permanência de floristas no shopping da natureza

O vereador Dudu (PT) promoveu uma audiência pública para discutir sobre a ameaça de despejo dos permissionários do Shopping Natureza. Segundo os trabalhadores, tramita uma ação no Ministério Público do Estado (MP-PI) solicitando a retirada dos floristas sob a alegação que o local é uma Área de Preservação Permanente (APP) e que os mesmos estão depredando o meio ambiente.  Uma comissão parlamentar (vereadores e deputados) e jurídica (OAB, assessoria jurídica dos permissionários e demais entidades) foi criada para interceder junto aos órgãos competentes.

Dudu destaca que o encontro foi bastante produtivo e que o objetivo é que o mais breve possível seja encontrada uma solução para que os permissionários possam continuar exercendo suas funções no local. “Foi encaminhado a criação de uma Comissão de vereadores e deputados que vai propor uma audiência com o Ministério Público do Estado e o poder judiciário, bem como uma comissão de juristas envolvendo os advogados das assessorias parlamentares e os advogados que representam os permissionários como o intuito de encontrar uma solução benéfica para todos. O Governo do Estado e município possuem o interesse de resolver a questão da forma mais rápida possível. Além disso, fizemos também o compromisso de destinar emendas parlamentares para contribuir com melhorias no shopping Natureza”, disse o parlamentar.   

A reunião contou com a presença de representantes da OAB, Secretaria Estadual de Transportes (Setrans), Secretaria Municipal de Ambiente (Semam), permissionários, Secretaria de Economia Solidária, Assembleia legislativa e entidades da sociedade civil. O Ministério Público foi convocado para a reunião, porém nenhum representante compareceu à audiência.

Na ocasião, o Governo do Estado por meio da Setrans, apresentou um projeto para que os permissionários possam permanecer na área que estão há mais de seis anos. “A Setrans sempre esteve disponível para ajudar os permissionários com uma nova estrutura. Foi combinado que, ao término da obra da ponte Juscelino Kubitschek, eles iriam retornar para o local de origem. Eles abraçaram tão bem o local que estamos pensando em fazer uma nova estrutura onde eles estão alocados. Porém, existem essa questão de ali ser uma área de preservação.  Por isso, também se for o caso estamos disponíveis para procurar outros espaços para poder realoca-los de forma segura e definitiva”, afirmou Vicente Franco, arquiteto da Secretaria de Transportes.  

A permissionária Ariane Martins destaca a importância dos vendedores permanecerem no local para garantir uma renda mensal. “O shopping da natureza é o único meio de geração de emprego e renda para mais de 100 famílias. Por isso, vamos continuar lutando para permanecer onde estamos. Na margem do rio existem vários comércios e de forma alguma estamos degradando o meio ambiente, mas sim ajudando na preservação”, declarou a vendedora.    


* Com informações da Ascom

Dê sua opinião: