Sábado, 06 de junho de 2020   -     14:23 |

Coluna Coluna Feitosa Costa

Moro preserva herança da lava-jato, engrandece instituições da Justiça e deixa governo de Bolsonaro

Em coletiva de imprensa nesta seca-feira (24), o ex-juiz federal Sérgio Moro anunciou sua despedida do ministério da justiça e segurança pública do governo de Jair Bolsonaro.

Uma das figuras mais respeitadas do Brasil não suportou às interferências do presidente quando nas ações de combate à corrupção.

A saída de Moro é recebida como uma das mais impactantes para o meio político e social do país. Uma perda, não só para o governo, mas para toda a sociedade.

Com 23 anos de magistratura, ele conduziu a maior operação de combate à corrupção da América do Sul, a Lava-Jato, que levou para a cadeia chefes de facções criminosas dos mais elevados poderes.


Dê sua opinião: