Sexta, 10 de abril de 2020   -     09:26 |
5000onon

Coluna Coluna Feitosa Costa

Mais de 20 mil estudantes da UESPI estão sem aula por falta de professores, diz sindicato

Mais de 20 mil estudantes estão sendo prejudicados por falta de professores em quase 600 disciplinas na Universidade Estadual do Piauí (UESPI). A denúncia é feita pelo sindicato dos docentes da instituição, que aponta má vontade do governo piauiense para valorização da categoria. 

Em nota oficial, publicada ontem (22), o ADCESP - Sindicato dos Docentes da UESPI revela que o governo do Estado não está cumprindo uma decisão do Tribunal de Justiça (TJ-PI), expedida em 2019, que determina a nomeação de professores aprovados no último concurso público para o quadro efetivo da Universidade. 

"O Governo protela nossa nomeação, enquanto a UESPI está nesse sucateamento, principalmente com relação a necessidade do corpo docente”, diz a nota do ADCESP. 



EXCLUSIVAS

Abram os olhos

Não custa lembrar que uma situação parecida motivou recentemente a deflagração de uma duradoura greve de docentes e alunos em quase todos os Campus da Universidade.

Passado 
sombrio

Em 2018, o ADCESP apontou 590 disciplinas ficaram sem professor, 12 cursos foram suspensos pelo Conselho Estadual de Educação e outros 51 estavam prestes a terem o reconhecimento indeferidos pelo órgão. 


Decadente


Além disso, a universidade enfrentava problemas como bolsas atrasadas, corte de internet e de telefone em todos os campi pela falta de pagamento. 


Será que vamos ter a explosão de outra greve geral em 2020, por falta de gestão?


O jogo começou

Fábio Abreu lançou, sem mistério, sua pré-candidatura à prefeitura de Teresina, em evento prestigiado na sede do Partido Liberal (PL). 

O secretário de segurança, no entanto, deve ter se cansado de responder perguntas se é ou não um candidato do governador. 

Palavras do Wellington

É que o próprio governador Wellington Dias, antes do recado de Lula, cantava nos quatro cantos que gostaria que Fábio Abreu fosse o candidato único da oposição ao PSDB, na capital. 

O índio se aquetou depois que Lula mandou dizer que o PT tem que ter candidato e que ele vem ao Piauí para pedir votos para Fábio Novo (não para o Abreu).

Da internet

A delegada Anamelka Cadena, impulsionada por seus mais de 230 mil seguidores nas redes sociais, pode até tentar despistar, mas todos sabem que ela será candidata a vereadora de Teresina.

Por sinal, marcou presença na inauguração da sede do PL, ocasião na qual Fábio Abreu confirmou nome para disputar à prefeitura. 

Uma caneta certeira

A decisão do ministro do STF, Luiz Fux, de suspender por tempo indeterminado a implantação do "Juiz de Garantias", vai impedir que o sistema de Justiça do Brasil fique travado.

Fux deu uma grande contribuição ao povo brasileiro.

À estaca zero

Luiz Fux divergiu da versão de Dias Toffoli de que a implementação do juiz das garantias não tem impacto orçamentário para o Judiciário.

Segundo Fux, a lei foi aprovada sem a previsão do impacto orçamentário para viabilizar o instituto e deveria ter sido proposta pelo Poder Judiciário, pois afeta o funcionamento da justiça no país.

Desembargador do Piauí havia dito

O desembargador Edvaldo Moura questionou há uma semana o prazo estabelecido para a implementação da figura do juiz de garantias nas comarcas brasileiras.

Mais uma vez, com muita competência, o magistrado disse que o "Juiz de Garantias afigurava-se formal e materialmente constitucional".

Mais um golaço

Luiz Fux também derrubou trecho do pacote anticrime que obriga o juiz a soltar criminosos, presos em flagrante, que não sejam submetidos a uma audiência de custódia no prazo de 24 horas.

Pressão Total

A Justiça é que está obrigando o prefeito Dó Bacelar a cumprir promessas de campanha na cidade Porto Piauí. 

O povo tem que glorificar às liminares obtidas pelo Ministério Público que o obrigam a desfazer contratos fraudulentos com empresas fundadas dias antes ou depois das licitações. 

A casa vai cair

Corre a notícia que Dó Bacelar criou mais um esquema de contratos na prefeitura. 

Desta vez, contratou empresas de um de seus próprios secretários de gestão, que trabalha ao seu lado, diariamente. A água só corre para os pés dele. 









Dê sua opinião: