Sábado, 06 de junho de 2020   -     23:36 |

Coluna Coluna Feitosa Costa

EXCLUSIVO: Polícia prende quadrilha cearense que dava golpes milionários em bancos da zona leste de Teresina

Desde setembro do ano passado, uma quadrilha integrada por no mínimo seis elementos, baseada em Fortaleza-CE, aplicava golpes em bancos da zona leste de Teresina, Piauí, enganando, principalmente, Juízes, Médicos, Advogados e altos empresários, conseguindo realizar operação em que, no máximo, em 20 minutos, transferiam altos recursos das contas de suas vítimas escolhidas para a deles.

A quadrilha utilizava um equipamento altamente sofisticado para fazer as transferências em tempo recorde, até mesmo de dentro de um carro, às porta das agências bancárias.

A Polícia Civil, principalmente Agentes do 5º DP, identificaram nos últimos dois meses o padrão dos golpistas. Eles estavam agindo em Teresina, principalmente, às quintas e sextas-feira.

Baseado nesse padrão, montaram hoje (02) cedo uma operação contando com três equipes. Uma conseguiu um informe que a levou até uma agência do Banco do Brasil, no bairro marquês, onde dois membros da quadrilha foram presos. Quatro outros fugiram na direção de Fortaleza.

Mas, este Porta Carta Piauí tem com exclusividade a informação que os quatros outros membros da quadrilha foram capturados em Piripiri, e que neste momento estão sendo autuados na Delegacia do 5º Distrito Policial.


Os golpes aplicados giravam em torno de  50 a 70 mil reais, porque as vítimas eram escolhidas justamente por seus altos padrões financeiros.

O esquema consistia em à quadrilha se dividir dentro das agências e observar àquelas pessoas cujos os nomes já tinham sido levantados em operação nos caixas eletrônicos. Logo em seguida, que as pessoas deixavam o caixa, um dos membros da quadrilha, muito bem vestido, se aproximava da vítima e dizia que ela tinha esquecido o extrato.

Nessa conversa, chegava outros quadrilheiros para fazer parte do debate e envolver a vítima ao ponto de clonar seus cartões e imediatamente fazer transferências.

Essa quadrilha operava, também, em São Luiz e outras capitais nordestinas. A polícia tem um áudio no qual os quadrilheiros reclamam que a capital do Maranhão está toda fechada, que para entrar nos bancos a dificuldade é muito grande, por isso insistiram num padrão de realizar os golpes nas quintas e nas sextas em Teresina Piauí.

Dê sua opinião: