Sábado, 08 de agosto de 2020   -     23:21 |

Coluna Coluna Feitosa Costa

Bolsonaro faz alerta sobre uso receitado da cloroquina: "História irá dizer quem está certo"

O presidente Jair Bolsonaro, que está tomando protocolos à base de hidroxicloroquina, para cura dos sintomas do novo coronavírus, voltou a falar sobre o medicamento, nesta quarta-feira (15). "Muita gente encaminhou o contrário [da administração do remédio], gente com responsabilidade. Então a história irá dizer quem está certo no futuro, e a quem cabe qualquer responsabilidade sobre parte das mortes", afirmou.

Segundo o presidente, ele vem tomando a hidroxicloroquina em doses repetidas diariamente, recomendadas por seu médico. Cauteloso, ele reconhece que não há comprovação científica para o uso do fármaco, receitado contra malária, artrite e lúpus, mas ressalta a importância do uso do medicamento nas fases iniciais da doença. 

“Quero dizer a todos vocês que, graças a Deus, estou muito bem. Fui medicado desde o início com a hidroxicloroquina, com a recomendação médica para isso. Senti melhora no dia seguinte. Não tive nenhum sintoma forte. Uma febre pequena, na segunda-feira retrasada, 38 graus, um pouco de cansaço, umas dores musculares, e no resto tudo bem. Coincidência ou não, sabemos que não tem nenhuma comprovação científica, mas deu certo comigo”, afirmou.

RECEITADA POR UM MÉDICO

“Não existe nenhum medicamento no mundo que tem comprovação científica constatada. Não to fazendo nenhuma campanha por medicamento. Eu não recomendo nada, eu recomendo que você procure seu médico e converse com ele”, acrescentou Bolsonaro, que disse ainda que a hidroxicloroquina foi receitada a ele por um médico.

Dê sua opinião: