Quarta, 23 de outubro de 2019   -     23:43 |
5000onon

Coluna Coluna Feitosa Costa

As chances de Mão Santa para 2020

Informações sobre pesquisas internas, divulgadas para pessoas de extrema confiança, indicam que Francisco de Assis de Moraes Souza, o Mão Santa, teria uma grande vantagem se as eleições fossem hoje em Parnaíba Piauí.

Apesar de algumas críticas ácidas da oposição, Mão Santa tem uma popularidade grande. Alguns afirmam que ele resgatou o orgulho do parnaibano e investiu nisso desde o começo de sua gestão com um discurso de que Parnaíba é um lugar bom para se morar, a melhor terra do mundo.

Com o seu tradicional estilo de governar, acabou se consolidando como prefeito. De azarão em 2016, figura agora como um candidato a reeleição com amplas chances de vencer com folga seus concorrentes.

Mão Santa foi beneficiado em agosto deste ano com a ida do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que, em meio a euforia de centenas de pessoas, chegou até a lançá-lo com candidato ao governo do Estado.

Vale ressaltar que Mão Santa foi governador do Piauí duas vezes. Teve o segundo mandato interrompido por uma cassação, o que ele contesta até hoje.  

O fato é que Mão Santa se consolida a cada dia que passa como o maior eleitorado do norte do estado. Essa é uma constatação feita sem preferência pessoal ou partidarismo.

EXCLUSIVAS

Opositor a compor

Mão Santa teria na oposição de Parnaíba, correndo por fora do eixo tradicional, José Hamilton Castelo Branco (PTB). Mas, a informação que se têm é que ele não está com aptidão toda para disputar uma eleição.

José Hamilton poderia até mesmo indicar um vice na chapa do atual prefeito.

Isso é contestado por alguns setores mais resistentes ligados ao eventual candidato, mas, outros, pedindo a omissão de seus nomes em provável noticiário, confidenciam que há essa possibilidade de composição em 2020.

Florentino não quer arriscar

Florentino Neto, que já foi prefeito de Parnaíba e candidato derrotado por Mão Santa, também não estaria disposto. Hoje, ocupando a secretaria estadual de saúde, é homem de confiança do governador Wellington Dias e da primeira dama Rejane Dias, ambos do PT.

Esse é quadro político atual na Parnaíba.

Homem da Lei

Outra coisa interessante ao norte do estado é a pré­-candidatura em andamento do delegado Eduardo Ferreira à prefeitura de Luis Correira, cidade turística do Piauí na qual têm atuação profissional.

Na condição de delegado regional, Eduardo Ferreira consolidou seu nome em Luis Correia, fez muitos amigos e alavancou uma grande popularidade.

Discurso alinhado

Outro fato interessante dessa pré­-candidatura é que Eduardo era filiado ao PRTB e agora está ingressando no PSL, partido do presidente Bolsonaro. Ele foi candidato a deputado federal e fez um discurso na linha do atual presidente da nação.

É uma candidatura a ser observada, pois pode decolar de vez ou sofrer atropelos de lideranças tradicionais da região que podem se unir para derrotá-la no pleito do ano que vem.

Perdeu de novo

A oposição de Nossa Senhora dos Remédios perdeu mais uma ação contra o prefeito Manoel Lázaro (PT). O grupo tentou o impeachment do gestor, mas, por erros grotescos, levou uma virada nesta semana na Justiça. 

O trapalhão

Fala-se na cidade que o advogado Virgílio Bacelar, comandante do processo de cassação, em conluio com seis vereadores e empresários locais, cometeu erros inaceitáveis no trâmite da ação. 

O irmão interessado

Virgílio é irmão de Dó Bacelar, prefeito de Porto que tem interesse grande na queda do petista remediense.

Dó está de olho em 2022.

Quem é?

Todos querem saber quem é a assessora que foi demitida de uma secretaria de estado do Piauí por determinação da esposa do secretário.

Preço alto

A demissão de assessora por determinação da esposa do secretário pode levar a uma delação premiada. 



Dê sua opinião: