Sábado, 21 de setembro de 2019   -     02:33 |
5000onon

Sampaoli critica diretoria do Santos por indefinição com Gustavo

 Foto: REUTERS/John Sibley

A sexta-feira foi agitada no Santos. O dia começou com a entrevista coletiva do técnico argentino Jorge Sampaoli, no CT Rei Pelé, em Santos, antes do treinamento, e ele não poupou críticas à diretoria do clube. Tudo por conta da indefinição com relação à renovação de contrato do zagueiro Gustavo Henrique, que termina em janeiro do ano que vem. O presidente José Carlos Peres e o agente Fernando César até agora não conseguiram chegar a um acordo.

"Essa conversa é do presidente. Mas foi um erro gravíssimo não renovar até o último momento com um jogador tão importante. Tem crescimento enorme. Mesmo caso de Jean Lucas (que estava emprestado pelo Flamengo e foi vendido ao Lyon, da França). Não decido, mas a história do Santos será diferente quando estiver planificado", criticou o argentino.

O impasse entre Gustavo Henrique e o Santos está no porcentual do jogador. O clube detém 55%, enquanto que o restante pertence ao agente. Para a renovação se concretizar, a diretoria santista precisa adquirir a parte de Fernando César, mas as conversas se arrastam há meses e o zagueiro já poderá assinar um pré-contrato com outro clube a partir da próxima quinta-feira.

Outro fato que parece ter deixado Sampaoli em uma situação desconfortável foi a contratação de Paulo Autuori para o cargo de diretor de futebol até o final da temporada de 2020. O argentino revelou que não foi consultado sobre isso, mas espera que o ex-treinador melhore o planejamento do clube.

"Consultado? Não fui. O Santos tomou a decisão. Conheço bem o Paulo, pois quando comecei no Peru, ele havia ganhado Libertadores. Eu o respeito muito como profissional, mas não sabia da chegada, presidente não me falou o motivo. Que ajude o clube para melhorar o que eu falava antes, planificar situações. É importante para o clube ter alguém capaz de planejar o próximo ano", comentou.

CUEVA FORA - Sampaoli confirmou que o meia Cueva não será relacionado para a partida contra o Avaí, neste domingo, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, pela 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Isso porque o jogador foi liberado para viajar ao Peru na semana passada por conta do nascimento prematuro de sua filha. A viagem o fez perder uma semana de treinos.

"Cueva teve problema na preparação, a filha no Peru, para essa partida não ficará à disposição. Está em desvantagem. No futuro, pode nos dar coisas que necessitamos no meio-campo se estiver bem", afirmou o argentino, que já teria de cortar um jogador estrangeiro do elenco por conta do limite em cada jogo. Assim, o zagueiro colombiano Felipe Aguilar, o volante uruguaio Carlos Sánchez, o meia venezuelano Soteldo, o atacante paraguaio Derlis González e o centroavante colombiano Uribe serão relacionados.

* Com informações do Estadão Conteúdo

Dê sua opinião: