Domingo, 08 de dezembro de 2019   -     05:58 |
5000onon

Anitta defende Ludmilla após caso de racismo

 Foto: Reprodução / Instagram

Depois de sofrer um caso de racismo durante o Prêmio Multishow, Ludmilla, 24, recebeu mensagens de apoio e foi defendida por ninguém menos do que Anitta, 26.  

"Inaceitável que alguém possa se achar no direito de chamar um negro de macaco ou tentar reduzi-lo como um ser humano inferior. Melhorem. Isso é crime e absolutamente abominável", declarou a cantora no Twitter. 

Ludmilla foi chamada de macaca enquanto caminhava até o palco do Prêmio Multishow para receber o prêmio de Melhor Cantora. "Alguém me chama de macaca no vídeo, mas não sabemos quem foi a pessoa exatamente", disse a cantora ao publicar imagens do momento.

Na ocasião, chamou a atenção o fato de Anitta, apresentadora do evento, não a ter cumprimentado pela vitória. As duas romperam a amizade recentemente depois de uma polêmica envolvendo justamente a música "Onda Diferente".

A polêmica começou depois que Ludmilla, compositora da música, percebeu que Anitta também estava creditada na ficha técnica da canção no Spotify (plataforma de streaming musical).

Ela explicou em suas redes sociais que o combinado para o lançamento da música é que ela dividiria os créditos da letra com Snoop Dog, já que essa foi a condição do astro internacional para participar da produção. 

De acordo com Léo Dias, a compositora do hit resolveu tirar satisfações. Segundo ele, que se declara amigo de ambas, "foram longas trocas de Whatsapp com inúmeras ofensas e vozes exaltadas por parte de Ludmilla".  O apresentador do Fofocalizando declarou ainda que a revelação tornou o programa desta terça-feira (8) o mais difícil de sua vida.   

* Com informações da FolhaPress

Dê sua opinião: