Segunda, 24 de fevereiro de 2020   -     20:28 |
5000onon

Motorista diz que ônibus da Pincesa do Sul capotou na BR-135 após desviar de carreta e pneu estourar

 Foto: Divulgação/ PRF 

A Polícia Civil de Uruçuí instaurou inquérito para investigar as causas do capotamento de um ônibus com 36 passageiros e que deixou duas mulheres mortas na segunda-feira (9) na BR-135, no município de Bertolínia. Segundo o delegado Dyego Pascoal, responsável pelo caso, os dois motoristas prestaram depoimento e contaram detalhes do acidente. 

"Os condutores contaram que vinha uma carreta no sentido contrário e esta teria invadido a via onde estava o ônibus. O motorista que estava dirigindo ter jogado o veículo para o acostamento, mas acabou batendo no meio fio e o pneu traseiro estourou. Com isso, ele perdeu o controle da direção, resultando no tombamento do ônibus", revelou. 

De acordo com o delegado, no local do tombamento não existe desnível da pista com o acostamento, como observado em outros trechos da BR-135 e que anteriormente ocasionaram vários acidentes com vítimas. "O local combina com o que o motorista contou. Inclusive ele estava descansado, porque tinha acabado de assumir a direção. 

Vamos iniciar outras diligências, como ouvir mais passageiros, ir ao lugar do acidente, ouvir testemunhas, requisitar documentação do ônibus e das licenças. Já solicitei perícia criminal e aguardo o laudo", destacou Dyego Pascoal. 

Estado de saúde

Três vítimas do capotamento continuam internadas no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano, Sul do Piauí. Segundo o diretor técnico, Justino Moreira, o estado mais grave é do paciente Francisco Moreira de Oliveira da Costa, de 73 anos. 

"O paciente continua respirando com ajuda de aparelhos. Ele sofreu um trauma craniano grave e encontra-se em observação pelo setor de neurologia. Outro paciente fraturou a bacia e está sob cuidados da ortopedia. A terceira vítima também teve um trauma na cabeça e encontra-se na enfermaria", informou. 

* Com informações do G1 PI

Dê sua opinião: